domingo, 28 de outubro de 2012

Love Will Tear Us Apart Again

Nos últimos dois meses eu pude experimentar o que é uma amizade. Várias amizades. Eu estava extremamente carente por que muitos amigos tinham ido pra o intercâmbio, tava me sentindo meio sozinha, abandonada. E de repente, um dos meus blogueiros favoritos chegou com essa ideia de Blog. E poxa, que ideia genial. Juntar um monte de meninas pra desabafar, conversar, se amar, e contar suas histórias, suas jornadas. E uma das regras era estilo Clube da Luta, sabe? Nada pode sair dali. Mas saiu. E quando saiu, o grupo foi deletado nas pressas. Depois desse, surgiu outro, com beeeeeeem menos meninas, por que a gente gostou do clima intimista e amoroso do outro grupo. Ficamos confortáveis umas com as outras. Compartilhamos segredos, besteiras, fotos, nossas vidas, nossas partes do corpo, nosso amor, coração e vivências. Tava bom demais pra ser verdade. Veio mais um problema, um vazamento de informação. Poxa, um vazamento de informação de pessoas que em tão pouco tempo já estavam no meu dia-a-dia, pessoas pras quais eu contava minhas experiências, dividia meus medos, ria das minhas piadas e compartilhava, de verdade, um sentimento enorme de cumplicidade, amizade, honestidade e muito mais que isso. Um elo que eu não tenho com quase ninguém, eu consegui construir com vocês. Por mais que tenham dado problemas, é um elo que eu não quero quebrar. Quando for a SP quero ver a Jess, a Helo, a Rafa, a Érika, a Joi, a Gaby. Pra Minas, Nath, exijo abrigo na sua casa. Pro RJ, Cami Ripoll, Camis Frescurato, Tamys. Pra PE, tem a Mayra e a Dill. No RS tem a Gabi, a Jéssica Vinadé... Tem até a May em Manaus e o Doug em Brasília! O problema que rolou provavelmente vai acabar com a nossa terceira fuga, o nosso grupo que servia de porto seguro. Então eu estou me aproveitando da oportunidade de dizer que eu amei a experiência, e sempre que precisarem, podem ligar, mandar mensagem, falar no whats, inbox no fb... Eu sempre vou estar aqui. Ansiosa pra saber como vamos ficar. Acho que eu, ao menos, vou me sentir desamparada pra sempre. Conto com o amor de vocês. E podem contar com o meu. Tô escrevendo isso tudo por que escrever é a minha maneira de me expressar. Fora as lágrimas que tão rolando de saudade prematura e de desapontamento, é escrevendo que eu me solto. Obrigada por terem confiado tanto em mim o tanto eu confiei em vocês. Amo muito vocês, e espero poder manter a amizade ao longo dos anos. E ah, ainda espero vocês no meu halloween.
E na minha casa, quando puderem.
Milhares de beijos saudosos e tristes,
Bee Mascotinha

2 comentários: