sábado, 14 de novembro de 2009

Ser gay ou não ser?


“So you say, It’s not okay to be gay?”

Me diz uma coisa: por que não seria ok ser gay? Me diz o problema. Por que diabos seria errado? Desde quando amor é errado? Uma relação gay é uma relação de amor também. Eu estou realmente querendo saber. E não me venha com aquela bobagem moralista de que é pecado, nem de que “Eu não sou contra, mais eu não apoio.” Pra você não apoiar uma coisa, você certamente deve ter motivos, correto? Como você pode não ser contra mais não apoiar? Que sentido isso tem? Se você não tem nada contra, logicamente você deveria apoiar. Mas tudo o que eu ouço na aula de formação ético social são essas babaquices. É isso que elas são. Tremendas babaquices de uma sociedade mentalmente enrustida, falei. É errado por que a igreja diz? Bem, sinceramente, a igreja já esteve errada antes, vão folhear um livro da idade média, pelo amor de deus! Amor é amor de qualquer forma, de qualquer sexo, de qualquer porra de coisa. Jesus Cristo não pregava amor? Bem, isso é amor. Eu sou judia, muito mais pra ateia do que pra judia, já que minha religião também repugna gays. Eu não sou gay, lésbica, sapatão, ou o termo desrespeitoso que usam pra falar de mulheres homossexuais. Não, eu sou heterossexual. Curto homens. Mas e se eu não fosse que diferença faria? Começariam a sentir raiva de mim? Parariam de ler meu blog? Jogariam tomates em mim? Pois que fossem em frente. Já agüentei mais que isso com relação ao meu peso, e com relação à minha religião, acredite. E por que eu estou na defesa dos homossexuais? Por que isso não está certo. E eu luto contra o que eu acho errado, mesmo que verbalmente, ou em palavra escrita. Os gays merecem casamento. Merecem filhos. Merecem que os olhem como iguais. O que eles tem a mais? Uma segunda cabeça ou coisa assim? Não. Tudo que eles querem érespeito, nada mais. Eles se sentem pressionados, muitos cometem suicídio. Taí outra coisa abominada pela igreja. Bem, então é escolha dela. Ou um gay vivo, ou um gay suicida. E fica pra vocês pensarem: Se sua(seu) melhor amigo virasse gay, você ia deixar de falar com ele(a) e trata-lo como uma pessoa “diferente”? Ou você quebraria as barreiras? Sem hipocrisia e moralismo, pessoal, eu quero a verdade. Ser gay é normal, tanto quanto beber um copo de água. Eles são gente que nem vocês, e se alguem me der uma lista de dez motivos plausíveis de porque os gays sendo diferentes não merecem respeito. Eu apago esse post como se ele nunca tivesse existido. Enquanto isso, o desafio está lançado.

8 comentários:

  1. não tenho 10 motivos, mas tenho um que dá para voce comprovar sem ser cientista ou phd em algum assunto relacionado a isso.

    se ser gay fosse certo, então porque homem com homem nao dá uma criança? se seu ser mesmo diz que é errado, que nao é compativel? acha que é certo, que ache. mas na realidade eu nao apoio e nao gosto. se essas relações mostrassem que era aprovável, então porque eles tem que ter uma relação anal? em que onde tudo deveria só sair, mas parece que tem gente que acha divertido algo 'entrar'? então porque estamos colocando nosso 'instrumentos' em algo como se fosse normal? se fosse normal, então porque nosso próprio organismo nao reage? Não gosto de preconceito, mas se for para apoiar algo assim, então pronto eu tenho preconceito sim. fico na minha porque não é do meu respeito questionar as decisões de outros. mas nao me diga que isso é certo.

    e se meu amigo fosse, eu nao iria questionar, como disse. nao iria querer que ele se suicidasse ou algo do tipo. iria querer o bem dele e tals, mas nao iria mudar minha opnião sobre que isso é errado.

    e voce, me diga 10 motivos tbm! sem ser o besteirol de que 'eles nao são felizes assim'.

    ResponderExcluir
  2. QUE MANÉ RELAÇÃO ANAL VELHO? LORENA, VAI DANÇAR NA BOQUINHA DA GARRAFA, CUMPADI. Gays são muito mais legais do que vocês, babacas.

    ResponderExcluir
  3. Obs.Não sou Maria não velho, KKKKK. Marininha gatinha aqui.

    ResponderExcluir
  4. kk, claro. 'marininha gatinha'. e seu argumento contra é o que? fico me perguntando enquanto to dançando na 'boquinha da garrafa' :).

    ResponderExcluir
  5. Meu argumento contra seria que uma relação de amor é uma relação de amor de qualquer maneira. Sendo gay ou não, é opção deles. Eu acredito em amor, você não? /hippie

    ResponderExcluir
  6. kkkkkk, isso realmente foi hippie. eu acredito em amor, e ele pode ser sim gay. quem sou eu para dizer que alguém nao pode amar outra pessoa? só que no amor mesmo existe variações de amor, amor bom, amor doentil etc. e eu acredito que isso esteja errado. eu posso estar errada nao? mas voce tbm pode estar errada.

    acho que esse seria meu ultimo post aqui, porque eu nao vou ficar brigando em um blog uma coisa que nem pessoas mais importantes conseguem resolver lá fora.

    ResponderExcluir
  7. Ola !!
    Meu nome é Leonardo e assim sobre os comentarios anteriores so tenho a disser que OPINIÃO é igual Cú, cada um tem o seu porem PRÉ-conceito, acho que nao é valido, se cada um tem uma vida propria acho que isso foi feito pra cada um cuidar de sua propria vida e deixar a vida dos outros em paz, eu penso assim se for pra ajudar alguem, e esta pessoa lhe pedir opinião beleza opine, agora se isso não ocorrer cuide de sua propria vida e deixe as pessoas viverem e ser feliz.
    A respeito tenho uma irmã que a mais ou menos dois anos assumiu que era homossexual, e a primeira pessoa que ela assumiu voi pra mim, ela me perguntou o que eu achava, etão lhe disse:
    -(Irmã)eu pago sua luz? sua aguá? seu telefone? então mulher tbem não tenho direito de mim intrometer em sua vida, se vc é feliz assim conte comigo.
    E pra disser a verdade ela é e sempre sera minha irmazona sera hetero, homo, bi, etc. o que importa pra mim o carater das pessoas, dignidade, onestidade, e o que espero delas é que sejam felizes, e nao sei vocês mais acho que opção sexual não influencia nesses aspctos. Bjão.

    ResponderExcluir
  8. Todos podemos estar errados, Lore. Euri, sou bem hippie de vez enquando.

    ResponderExcluir