domingo, 13 de fevereiro de 2011

Poemas random.

Cansada
Respirar
Pra dentro
Pra fora
Quanto trabalho.
Não é mais fácil
Dormir
E ficar por lá?

Terra de ninguém
Preso
Preso pra sempre
Em si mesmo
E na sua prisão
Preso.

Gotas que caem no chão
Gotas que molham o pão
Gotas que nunca se esgotam
Gotas que chovem dentro
Gotas que chovem fora
Gotas que nunca mais choverão
Gotas que caem da face
Em direção ao duro
Chão.

Morte.
Tenra.
DOCE.
IMPERCEPTÍVEL
FINALMENTE,
Fim.

Fecha e não abre,
Descansa e não volta jamais.
Me deixa em paz.

A porta aberta,
A porta fechada.
Longe de mim,
Me separando de ti.

Nenhum comentário:

Postar um comentário