domingo, 9 de maio de 2010

Good day, sunshine.

"I'm in love with her and I fell fine"

Abro os olhos. Pego meus óculos na mesa de cabeceira ao meu lado, e levanto-me vagarosamente. Abro as cortinas e deixo o sol inundar o quarto como inunda a mim. Eu não sou realmente fã do sol, mas hoje, ele parece realmente maravilhoso. Até o calor parece esplêndido hoje. Até o fato de que hoje é segunda feira parece perfeito. Vou ao banheiro, tomo banho e preparo-me para ir para a escola Coloco o som no máximo, o qual berra Good Day Sunshine, dos Beatles. Sabia que os Beatles usaram a palavra 'love' seiscentas e treze vezes nas suas músicas? Não que isso tenha realmente a ver com qualquer coisa, mas eu precisava comentar esse fato. Estou pronto. Desligo o som, e vou até a cozinha pra tomar café. Engulo uma torrada com manteiga e um copo de suco de uva mais rápido do que alguém conseguiria dizer 'supercalifraginiespialidoucious'. Isso é, se alguém tentasse dizer isso. Meu pai me olha com uma cara desconfiada. Ele nunca gostou muito do meu estilo, mas foda-se. Não vou virar um playbozinho qualquer que escuta Garota Safada e vai pra jogos do América só por que ele quer. Descemos, entramos no carro, e ele me leva pra escola. Provavelmente terei que passar o dia lá, mas que seja. Eu tenho prova, hoje. E nada poderia ser menos animador do que uma prova em um a segunda feira. Na verdade, até isso me parecia menos desanimador do que de costume. Eu me sentia como se já tivesse feito a prova e tivesse tirado dez e meio. Subi as escadas pulando os degraus. Larguei as coisas na mesa e fui pra porta da sala, pra o corredor. E lá estava. Não me conhecia, não sabia quem eu era, sequer sabia meu nome. Mas lá estava ela. E sempre iria estar, a minha espera ou não. Mas eu posso sonhar.Posso querer. E um dia, ela vai ser completamente minha, e eu finalmente vou ver como o sol brilha e como as pessoas são esplendorosamente lindas ou cruéis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário