sexta-feira, 28 de agosto de 2009

The Way You Make Me Feel


I can’t stop digging the way you make me feel.


Acho que eu deveria ter passado minha infância sendo criança. Não passei. Passei pensando em você. Pensei no jeito que você me faz sentir. Todas aquelas coisas que dizem a respeito das borboletas no estomago, todas aquelas baboseiras. Todas elas se aplicavam a você. Sem nenhuma maldita exceção. Passei todo esse tempo sozinho, vendo as crianças serem crianças, enquanto eu pensava em outro jogo pra te dizer como eu me sentia. Dias e noites se passaram, e eu tentava esquecer todas as coisas que te falei. Mas me perguntava como diabos tinha chegado a esse ponto, e não conseguia respostas. Acho que foi por não te conhecer direito, e te admirar tanto. Não posso mandar no meu cérebro, que afinal, é o centro das emoções. Cheguei ao ponto de que não dormia quase nada, minha luz estava sempre acesa. Talvez esperando que você fosse até lá, preocupada. Penso no ontem como se fosse hoje, sempre foi assim. Mas o mais importante é que no ontem, você estava aqui. E o mais interessante, é que eu sempre estive aqui. Então olhe pra gente agora. Não acredito que você sabe como eu me sinto. E continuo não conseguindo parar de pensar no jeito que você me faz sentir.


Robert Bay Vine Adie
R.B.V.A

(Votos de casamento)

Nenhum comentário:

Postar um comentário